História da Dragões

carnaval2016_160829

O Grêmio Recreativo Cultural Escola de Samba Dragões da Real foi fundado em 17/3/2000 por associados da torcida que já frequentavam algumas escolas de samba.  A decisão em formar uma nova escola teve o objetivo de proporcionar maior integração e cultura aos nossos associados.

Logo no primeiro ano de preparação para o desfile, as dificuldades começaram a aparecer, pois a UESP (entidade a qual a Dragões se filiou) não repassava verba as escolas de samba do Grupo de Espera.  Portanto,  tudo foi feito através de trabalhos voluntários e uma grande ajuda financeira da torcida e de alguns associados que se mobilizaram para concretizar  o sonho de colocar a Dragões na avenida.

Conseguimos logo na estreia a conquista do campeonato e, com isso, o entusiasmo ficou ainda maior. E logo pensamos alto, para ir muito mais longe.

Já no Grupo III, no ano de 2002, acabamos passando por alguns problemas e terminamos na 5º colocação. Voltamos em 2003 a disputar  o  Grupo III e novamente veio a conquista de mais um título.

Rumo ao nosso grande sonho, que era de um dia desfilarmos no Anhembi, disputamos o Grupo II em 2004 e novamente fomos campeões. O tão sonhado dia chegou e em 2005 lá estava a Dragões da Real alçando vôos mais altos na passarela do samba paulistano: o sambódromo do Anhembi.

Disputando com escolas de samba tradicionais, que inclusive que já tinham participado do Grupo Especial, logo em nosso primeiro ano de Anhembi ficamos em 2º lugar e conseguimos pular mais uma etapa, chegando em 2006 ao Grupo de Acesso.

Os ensaios, alegorias, fantasias, enfim tudo na escola começou a tomar outras proporções e cada vez mais nossa estrutura de trabalho foi aumentando — e com isso a participação de nossos associados e simpatizantes também cresceu.

Vale lembrar aqui que a Dragões da Real não esquece quem nos ajudou no início e é eternamente grata às co-irmãs Lavapés, Mocidade Unida da Mooca e Caprichosos do Piqueri pela abertura de suas quadras para receber-nos sempre da melhor forma possível, quando ainda não tínhamos nossa quadra. Tenham certeza que poderão sempre contar conosco!

Nos anos 2006, 2007 e 2008 disputamos o Grupo de Acesso e terminamos na mesma colocação: 5º lugar.

Em 2009 foi montado um grande planejamento com o objetivo de chegar ao Grupo Especial (nosso maior sonho), mas por muito pouco não conseguimos nosso acesso, terminando na 3º posição. Mas a Dragões da Real mostrou a todos que sua hora havia chegado.

Em 2011, o grande sonho se realizou e a Dragões finalmente chegou ao Grupo Especial.

Em 2012, a Dragões fez sua estreia no Grupo Especial conseguindo um honroso 7º lugar, a posição mais alta que um estreante da elite conseguiu até hoje em sua estreia no carnaval paulistano.

Em 2013, fez mais bonito ainda: chegou em 4º. Quem trabalha sério e com amor, sempre tem resultado.

Em 2014, a Dragões ficou em 5º lugar, que nos deu pela segunda vez seguida o direito de desfilar pelas campeãs. O desfile foi elogiado pelos maiores especialistas em carnaval, inclusive durante a transmissão ao vivo pela TV Globo, e mereceu uma citação até no site oficial da banda norte-americana de rock Kiss, por conta do belo carro alegórico que tinha o grupo como tema.

Já em 2015, a certeza da vitória era enorme, inclusive com as manchetes de jornal do dia seguinte ao desfile já apontando a Dragões como uma das favoritas ao título. Infelizmente, algumas notas muito polêmicas deixaram a Dragões outra vez em 5º lugar.

Em 2016 e 2017 a Dragões brigou de igual pelo título, sendo que em 2017 terminou empatada com a campeã e só perdeu o título por causa do critério de desempate.